domingo, 30 de outubro de 2011

Fugindo de mim mesmo

                                  Remorsos - Salvador Dali

Estou fugindo de tudo,fugindo do mundo,
Caminho sozinho,pela estrada da solidão,
Meu pensamento está distante,minha alma ferida,
Não sei para onde vou,me deixo levar pelo vento ...

Carrego um passado de dor,um presente de solidão,
Feito fruta podre,me despedaço pouco a pouco,
E a cada passo que dou,uma parte de mim fica pelo chão...

Não tenho mais razões,nem se quer sentimentos,
Meu coração e minha vida ficaram para trás,
Meu sangue escorre vagarosamente pelo meu corpo,
E deixa o rastro de onde passei,para onde vou ...

Busco a felicidade,busco o impossível,
Estou indo para onde haja sol,buscando algo que não exista,
Sigo desordenado,enganado pelo tristeza dos meus olhos,
Estou perdido,na escuridão da minha vida...

O tempo passa,o cansaço me conduz,
Minhas lágrimas secaram,já me acostumei com a dor...
Mas sei que não posso desistir,pois...
Pois estou fugindo de mim mesmo ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário